SBD-GO
NOTÍCIA


19
Mar

LIVE DA SBD-GO ABORDA A FORMAçãO E O TRABALHO DO DERMATOLOGISTA




 

A Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Goiás (SBD-GO) iniciou, no dia 16 de março, uma série de lives, que passam a ser transmitidas semanalmente pelo perfil da entidade no Instagram (@sbdgo). O objetivo do projeto é explicar à população um pouco do que é a dermatologia e falar sobre o trabalho do médico dermatologista, enfocando diversos aspectos da atuação do profissional.

O tema do primeiro bate-papo foi “Dermatologista: o que trata, quando procurar e como escolher”. As lives contarão sempre com a participação de dois dermatologistas e para o primeiro encontro foram convidados o dermatologista e presidente da SBD-GO, Eduardo Álvares (@dreduardoalvares), e a dermatologista e coordenadora de Mídias e Redes Sociais da entidade, Maria Lígia Mendonça (@marialigiadermato).

 

Eles começaram a live explicando que a dermatologia é uma especialidade médica, concentrada no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças da pele, pelos, cabelos, unhas e mucosas. Além disso, também é indicada para procedimentos estéticos focados na promoção da saúde, bem-estar e autoestima do paciente.

 

“A formação é muito ampla. É preciso cursar os seis anos de medicina e, em seguida, fazer uma especialização, que dura de 3 a 4 anos. Dentro da dermatologia, você vai estudar clínica médica, que é a medicina geral. Afinal, o dermatologista trata do maior órgão do corpo, a pele. Então, precisa ter uma visão geral do paciente, pois a pele pode manifestar sintomas de doenças que afetam outras partes do organismo”, explicou Maria Lígia.

 

Eduardo acrescentou que, durante todos esses anos de estudo, a imersão na dermatologia é profunda. “São seis meses ou um ano de clínica médica. Depois disso, o estudante ficará full time focando na dermatologia. Só então, quando acabar a residência, ele poderá ir ao Conselho Regional de Medicina e comprovar que é um dermatologista”.

 

Eles explicaram ainda que, quando não é feita uma residência, o médico também tem a opção de realizar cursos em hospitais escolas, geridos pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Contudo, é necessário realizar uma complexa prova de título depois.

 

Maria Lígia afirmou que entender esses processos é importante para evitar enganos. “Há diversas denominações que podem confundir o paciente. Profissões com nomes parecidos, mas profissionais que não têm uma formação tão completa quanto o médico dermatologista”.

 

Como procurar um dermatologista?

 

Outro ponto abordado na live foi a forma segura de procurar um dermatologista. Para começar, há a possibilidade de checar se o médico é realmente especialista nessa área pelo site do Conselho Regional de Medicina (CRM) e também pela página da SBD-GO. O paciente também pode procurar pela guia do convênio e pedir indicações para amigos ou familiares.

 

A busca pelas redes sociais, hoje uma opção seguida por alguns pacientes, exige cuidados. Um deles é verificar se o médico não promete resultados milagrosos. “A gente vê muito na Internet coisas como ‘a cura do melasma’. Porém, alguns problemas de pele são crônicos, como o melasma, a acne e a rosácea. Por meio de um bom tratamento, o paciente terá um resultado satisfatório, mas sempre precisará fazer uma manutenção”, explicou Maria Lígia.

 

 

Também é necessário ter atenção com fotos de antes e depois nas redes sociais. Essa é uma atitude antiética para os médicos, proibida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Além disso, os especialistas contaram que existem vários truques de luz, posição e até maquiagem para que a imagem do “depois” sempre seja muito melhor.

 

Além da estética

O presidente da SBD-GO, Eduardo Álvares, ressaltou que a dermatologia não é apenas a parte estética. Também trata doenças como hanseníase, câncer de pele e psoríase.

 

“Somos especialistas que têm a vantagem de poder ver o problema. Em muitas situações, apenas com o exame clínico nós já conseguimos traçar um diagnóstico. Por exemplo, em alguns casos, o paciente chega no consultório reclamando de uma alergia, mas quando analisamos, vemos que é uma lesão de sífilis”, relatou.

 

Já o câncer de pele é o tipo de câncer mais comum no Brasil, mas, felizmente, com altas chances de cura, quando diagnosticado precocemente. Os médicos explicaram que, por conta dessa e outras doenças dermatológicas, é indicado que as pessoas procurem o dermatologista uma vez ao ano, para um check-up, mesmo que não tenha nenhuma demanda estética.

 

“Não é incomum termos um paciente que queria fazer outro tratamento, mas, ao chegar no consultório, descobrimos alguma lesão cancerígena”, contou Eduardo. Neste tempo de pandemia, os exames dermatológicos também têm auxiliado no diagnóstico de casos de Covid-19.

 

Segundo Eduardo Álvares, há casos em que o paciente não apresenta os sintomas mais comuns da doença, mas o exame de lesões na pele leva o dermatologista a solicitar o teste RT-PCR, que acaba confirmando a contaminação pelo novo coronavírus.

 

Vale a pena ser dermatologista?

 

Com um mercado cheio de profissionais que se dizem especialistas em estética, os dermatologistas falaram que escutam muito de estudantes de medicina sobre se ainda vale a pena optar pela dermatologia. A resposta dos especialistas é que sim.

 

Eduardo e Maria Lígia explicaram que essa é uma especialidade muito ampla e que o residente poderá escolher diversos caminhos a seguir na profissão, desde a estética até o foco em doenças. Além disso, também há a tricologia, o ramo que estuda os cabelos. Com a Covid-19 e o estresse gerado pela pandemia, já estão sendo relatados mais problemas de queda dos fios. Portanto, esta é uma área em que há previsão de crescimento.

 

“Mesmo que existam vários profissionais concorrentes de estética, haverá espaço para um bom dermatologista, que exerce seu trabalho com excelência. É por isso que eu escolheria a dermatologia sempre, mesmo se pudesse voltar no tempo”, concluiu Maria Lígia.

 

A live permanece gravada no perfil no Instagram da SBD-GO. Você pode conferir pelo link: bit.ly/3eLcp99. A SBD-GO irá realizar encontros como esse com assuntos diversos, em todas as quartas-feiras. Acompanhe!

 



ENTRE EM CONTATO

FALE CONOSCO




(62) 3251-6826


contato@sbdgo.org.br


Av. Portugal, Qd. L29, Lt. 1E, 15° Andar, Sala B1509, Cond. Órion Business & Health Complex, Setor Marista. CEP: 74150-030 - Goiânia - GO


2017 - Todos os direitos reservados.