SBD-GO
NOTÍCIA


26
Mar

LIVE DA SBD-GO ABORDA CAUSAS E TRATAMENTOS DA ALOPECIA



Médicas dermatologistas apresentaram os principais fatores que geram a queda de cabelo e deram dicas de como cuidar dos fios

 

 

No dia 24 de março, a Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Goiás (SBD-GO) deu seguimento à série de lives programadas para informar a população sobre diversos assuntos que envolvem a especialidade. Na ocasião, o tema abordado foi a alopecia, popularmente conhecida como queda de cabelo, e os demais cuidados importantes para os fios.

 

 

As convidadas foram as médicas dermatologistas Bárbara Ximenes (@barbaraximenes.dermato) e Juliana Delía (@drajulianadelia). Elas iniciaram a conversa relatando como as queixas de alopecia aumentaram, tanto como sequela pós-infecção por Covid-19 quanto por consequências emocionais, como o estresse gerado pela pandemia.

 

 

Porém, existem várias causas do problema. “Quando recebo um paciente com essa queixa, faço uma anamnese profunda. Afinal, a alopecia é multifatorial, pode ser causada por calvície androgenética, que é um fator genético, por exemplo, ou pelo eflúvio agudo gerado pelo coronavírus”, explicou Juliana, que é membro titular da SBD e membro da Academia Americana de Dermatologia, com fellowship em Tricologia, Dermatologia e Cosmiatria pela Universidade de Michigan.

 

 

Bárbara lembrou que, em alguns casos, o problema não está na queda em si, mas no afinamento e na quebra dos fios. “Ao ficar mais em casa, o paciente também percebe melhor o problema. Além disso, a queda de cabelo gerada por uma perda familiar, por exemplo, pode estar associada a uma calvície que já estava instalada há muito tempo”, acrescentou a especialista, que também possui  formação em Tricologia, pela Universidade de Mogi das Cruzes, e em doenças das unhas, pela Faculdade de Medicina do ABC.

 

 

Outras causas

 

 

As médicas lembraram que existem diversos outros motivos que geram a alopecia. Alguns deles são: perda de peso rápida, período pós-cirurgia bariátrica, deficiência de vitamina D, anemia ferropriva, dietas restritivas e com uso de medicações, pós-gestação, doenças endócrinas (hipo ou hipertireoidismo) e medicações andróginas, como anabolizantes.

 

 

A dermatite seborreica, a caspa, também gera a queda dos fios. Esse problema pode ser desencadeado pelo estresse, mas é comum também percebê-lo após químicas.

 

 

“Os alisamentos, por exemplo, podem gerar a dermatite. Então, alguns pacientes perguntam se o processo de alisar leva à queda, mas, às vezes, a causa está na descamação do couro cabeludo”, explicou Bárbara.

 

 

“Quanto mais forte for essa escova progressiva, maior a agressão, que pode gerar até feridas. A queda pode acontecer desde o pós-imediato do alisamento ou aparecer meses depois”, complementou Juliana.

 

 

 

Hidratação e secagem

 

 

As dermatologistas também deram dicas para evitar a alopecia e manter a saúde geral dos cabelos. Para isso, a hidratação é essencial. Juliana Delía aconselhou hidratar antes dos procedimentos químicos, com o objetivo de preparar a fibra capilar para o dano futuro. Bárbara também mencionou o uso de produtos na etapa do pré-shampoo, como o óleo de coco.

 

 

A respeito dos shampoos no ou low poo, que possuem menos sulfato e fazem pouca espuma, elas afirmaram que é preciso checar a condição do couro cabeludo de cada paciente. Para aqueles que sofrem com a oleosidade, pode ser melhor continuar com o uso de shampoos tradicionais.

 

 

A quantidade de lavagens por semana também é variável. “A orientação é que o cabelo deve ficar sempre limpo. Se ele fica com aspecto de sujo todos os dias, então é preciso lavá-lo todos os dias”, esclareceu Bárbara.

 

 

Para a secagem, o ideal é deixar o secador a uma distância de 15 centímetros dos fios e nunca dormir com o cabelo molhado.

 

 

Procurar o dermatologista

 

 

Uma das principais orientações ressaltadas na live foi a importância de procurar o dermatologista quando perceber qualquer problema nos fios. Afinal, esse é o médico especialista para tratar não só a parte estética, mas também doenças que afetam o cabelo.

 

 

“Existem várias causas (de problemas), diagnósticos e tratamentos. Por isso, é fundamental procurar o dermatologista”, alertou Bárbara, que também mostrou os perigos de seguir receitas prescritas para outras pessoas.

 

 

Juliana lembrou ainda que o cabelo também envelhece, assim como a pele. Olhe para ele com carinho para não chegar aos 60 ou 70 anos com um terço do cabelo que você tinha aos 20. Quando você cuida com os procedimentos prescritos pelo dermatologista, será maior a vitalidade dele”.

 

 

A SBD-GO realizará lives, sobre assuntos variados, todas as quartas-feiras, às 19h, pelo Instagram @sbdgo.

 

 

A live sobre alopecia permanece gravada no perfil da Sociedade. Clique e confira:https://www.instagram.com/p/CM0bnDVltw6/



ENTRE EM CONTATO

FALE CONOSCO




(62) 3251-6826


contato@sbdgo.org.br


Av. Portugal, Qd. L29, Lt. 1E, 15° Andar, Sala B1509, Cond. Órion Business & Health Complex, Setor Marista. CEP: 74150-030 - Goiânia - GO


2017 - Todos os direitos reservados.