SBD-GO
NOTÍCIA


22
Apr

LIVE DA SBD-GO REúNE DERMATOLOGISTAS PARA EXPLICAR INDICAçõES DA TOXINA BOTULíNICA



A toxina botulínica, popularmente conhecida por botox, um de seus nomes comerciais, foi o tema da live da quinta-feira (22), promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Goiás (SBD-GO), no perfil no Instagram, @sbdgo. O tema foi abordado pelas dermatologistas Renata Asmar (CRM/GO 13171 - RQE 11389 - @drarenataasmarrodrigues) e Fernanda Margonari (CRM/GO 20.369 - RQE 14034 e CRM/DF 23.893 - RQE 18318 - @drafernandamargonari).

 

Segundo elas, a aplicação de toxina botulínica é o tratamento mais procurado nos consultórios dermatológicos e não sem motivo: além de embelezar, ao amenizar as rugas e linhas finas, ela também é utilizada em pacientes com problemas neurológicos, musculares e com outras doenças dermatológicas. Por isso, as especialistas caracterizaram a toxina como uma “grande descoberta” da área.

 

“É legal lembrar que o botox começou a ser usado no tratamento de doenças musculares e neurológicas, para inibir a ação da acetilcolina, que promove a contração muscular. Isso porque o botox relaxa os músculos, ao contrário do que muita gente pensa, de que ele deixa o rosto rígido e endurecido”, explicou Renata, que é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).


Durante a conversa, elas mostraram as diversas indicações para a aplicação do produto. Confira:

 

Embelezamento


Para começar, a função mais conhecida da toxina botulínica: a diminuição de rugas e linhas finas, como as da região da testa e olhos. “Nesse período de uso de máscara, o realce do terço superior (do rosto) é importante, pois além de lidar com as rugas, o botox também consegue ‘abrir o olhar’, o que repercute ainda na aparência das olheiras”, acrescentou Fernanda Margonari, membro da SBD e MCL da Merz Brasília, empresa global de desenvolvimento de produtos estéticos.⠀

 

Renata lembrou que o produto é também utilizado nas técnicas de harmonização facial, na melhora do contorno facial e no chamado “tratamento Nefertiti”, para o rejuvenescimento da área do pescoço.  


Contudo, elas alertaram que a toxina botulínica precisa ser bem indicada e corretamente aplicada, para que o resultado seja satisfatório. Afinal, os preconceitos a respeito desse tratamento ainda estão sendo quebrados, como entre os homens. 

 

“Com os homens, existia tanto preconceito, como se o botox 'fosse só para mulher’. Porém, temos visto um aumento cada vez maior deles no consultório querendo o tratamento. O principal medo deles é que fique muito perceptível, mas o botox é fantástico”, relatou Fernanda.  


A toxina botulínica no tratamento de doenças dermatológicas 

Mais do que rugas, a toxina botulínica também está presente no tratamento de outras doenças dermatológicas, como a rosácea.  

“Com o uso das máscaras, tem aumentado a incidência de rosácea, que é aquela vermelhidão da face. Alguns pacientes têm até pústulas, como se fossem espinhas. Contudo, descobrimos que uma das grandes novidades no uso do botox é o tratamento da rosácea”, apresentou Renata.

 Ela e Fernanda relataram casos clínicos de pacientes que tentaram vários tratamentos, mas só viram melhoras após a aplicação da toxina. 

 

Bruxismo  

Mais um uso é nos casos de bruxismo, uma desordem em que o paciente tem o hábito de apertar fortemente os dentes. Isso pode acarretar problemas até na mandíbula.

 Também é útil para reverter o "sorriso gengival”, quando a gengiva é muito grande em relação ao tamanho dos dentes.  


Outros usos

As dermatologistas lembraram ainda da aplicação da toxina botulínica para quem sofre de hiperidrose, o suor excessivo, e também com espasmos musculares, como mencionou Fernanda: “tive uma paciente que costumava piscar muito um olho e ela associava isso às dores de cabeça que tinha. Depois do botox, ela relatou que sentiu melhoras nesse aspecto”, contou a médica, que mostrou que o produto também melhora a qualidade de vida. 


O que é preciso saber antes da aplicação  

Renata Asmar e Fernanda Margonari lembraram que a duração do botox não é eterna. Ele começa a fazer efeito em cerca de 48 horas, chega ao ápice após 15 dias e, depois de 3 meses, sofre uma perda gradativa. 

Todavia, para que dure mais tempo, as médicas deram algumas dicas, como não fazer tantas expressões faciais ao falar ou ao realizar exercíciosfísicos, por exemplo.

 Mais uma orientação é que, logo após a aplicação, evite deitar e pressionar o rosto, o que pode fazer com que a toxina botulínica migre para outras regiões. Além disso, podem surgir pequenos hematomas, mas não há problema em disfarçá-los com maquiagem. 

 

Você pode conferir mais dicas no vídeo da live, que permanece gravada, clique e confira. 

 

A realização desta live faz parte de um amplo projeto da SBD-GO, que vem promovendo  esses encontros semanais com especialistas em dermatologia para a abordagem de diversos assuntos relacionados à especialidade e a orientação da população. Os encontros acontecem regularmente às quartas-feiras, no perfil da SBD-GO no Instagram (@sbdgo).

Acompanhe!



ENTRE EM CONTATO

FALE CONOSCO




(62) 3251-6826


contato@sbdgo.org.br


Av. Portugal, Qd. L29, Lt. 1E, 15° Andar, Sala B1509, Cond. Órion Business & Health Complex, Setor Marista. CEP: 74150-030 - Goiânia - GO


2017 - Todos os direitos reservados.